quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Sobre o Encontro com Deus (Visão G12). A minha experiência em acordo com a experiência de outro irmão em Cristo.


Apenas sobre o Encontro:

       O Encontro começou para nós com o chamado “pré-encontro”, uma série de longas palestras onde se repassavam os princípios básicos da fé cristã: O Plano de Salvação, Justificação, Santificação, etc. Até aí tudo bem, afinal nada melhor do que estudar novamente estes princípios, uma vez que muitos cristãos dos nossos dias não são íntimos de nenhum deles.

      Partimos então para o retiro que aconteceu em um local isolado. Lembrei-me de retiros espirituais que fazia nos carnavais onde o poder de Deus descia e todos voltavamos para casa cheios do Espírito de Deus.
É importante frisar que todo o trabalho de preparação psicológica começou com um misterioso segredo sobre onde se daria o Encontro e o que lá iria acontecer, na minha mente e creio que, nas dos demais participantes, esperávamos mais um retiro com momentos de estudo da Palavra e também de lazer. Qual não foi a nossa surpresa, fomos recebidos com as ordens de silêncio absoluto, apreensão de relógios, telefones celulares comandos estranhos e a total obediência aos “encontristas” (irmãos que trabalharam no retiro).

       Fomos levados à primeira palestra que tinha como tema “Peniel”, palavra hebraica que significa face a face com Deus. Depois de ouvirmos da importância do encontro com o Senhor, fomos orientados a, individualmente, orarmos e confessarmos a Deus as nossas falhas conversando em voz audível somente a nós mesmos.

             Durante as palestras ouvíamos ao fundo duas ou três músicas que seriam tocadas repetidamente durante todo o retiro. As músicas criavam um ambiente propício para o que aconteceria mais tarde.

       Fomos dormir muito tarde, depois de passar fome por um período de tempo (com a desculpa de que estávamos sob obediência e aprendendo a ser liderados) com a obrigação de acordarmos muito cedo no dia seguinte. O silêncio continuava a imperar. É bom lembrar que esta cobrança começou a provocar em todos nós sentimentos de repulsa e revolta, sendo que algumas pessoas até chegaram a desejar voltar para casa. 

Jesus faria isso conosco? Como Jesus agiria? O tratar do Senhor conosco é testificado em nossos corações e mentes com muito amor. Não ficamos em dúvidas e nada é obscuro. Dentro desse pensamento que continuava em mim, comecei a perceber com mais ênfase a intransigência dos homens para com os submetidos.

 ATENÇÃO: Um dos dons mais claros dados por Deus à humanidade, foi retirado de nós em grande porcentagem neste encontro. Esse dom chama-se: livre-arbítrio. Submeter-se a uma autoridade é bom. Mas me submeter a uma autoridade que atua de forma abusiva em nome de Deus, absolutamente! Eu apenas não deixei o encontro na mesma noite porque eu precisava conhecer o esquema para entender a cabeça dos meus líderes. É importante conhecermos e entendermos o que está a nossa volta.

       No dia seguinte recomeçaram as palestras, algumas até muito boas! Porém, a partir de então surgiram as ministrações de conteúdo duvidoso. Estou me referindo ao momento de cura interior (muito semelhante a regressões feitas em centros e em consultorios de psiquiatria). Depois de uma ministração, fomos orientados a nos acomodar ou sentados ou deitados e a fazermos um mergulho no nosso passado numa espécie de processo regressivo. (????)

       Nos foi dito que deveríamos pensar em tudo o que passamos como lembrarmos da nossa infância e adolescência e os momentos em que ofendemos ou pecamos contra alguma pessoa e a pedirmos perdão a Deus por isto.

       Só uma observação: ora, porque eu deveria lembrar do meu passado se já fui liberta e salva pelo sangue de Jesus? Eu já era Cristã antes do Encontro assim como a maioria ali, e me reconheço uma pecadora que luta contra pecado, rumo à santidade. Escutei, então, algo completamente diferente do que eu escuto constantemente nos cultos sobre Deus nos perdoar e esquecer o nosso passado. E que nós devemos nos perdoar também e sermos libertos. É ou não é, tudo isso, uma manipulação psicológica para levar-nos ao transe emocional e gerar um esquema que nos faz sentir que o encontro é tremendo?

Depois disto deveríamos colocar num papel os nossos pecados e pregá-los em uma cruz de madeira, durante todas as palestras. Ao final de tudo seguimos juntos para um espaço ermo e escuro onde nos reunimos em um grande círculo com uma fogueira no centro. Após este momento de “ministração” e oração, queimamos os papeis pregados com os nossos pecados e finalmente o “diabo não teria mais do que nos acusar”. Para quem não sabe, esta é uma prática da filosofia oriental Sei-Cho-Noe em suas reuniões. Mais uma vez, onde está o embasamento bíblico pra ficarmos queimando pecados escritos em papéis?

       Ao voltarmos para ao local das palestras, sentido-nos “livres”, encontramos um ambiente totalmente diferente. Em vez de uma música suave e introspectiva, tocava-se música de alegria.  A euforia era total entre todos, nossas emoções estavam à flor da pele e comemorávamos como numa conquista de copa do mundo: pulos, abraços, risos e lágrimas de alegria. Afinal, estávamos “limpos e livres”.

       No último dia, as exigências já não eram tantas e assistimos a uma palestra onde nos foi passado um teatro altamente devastador e bizarro sobre como o diabo age em nossas vidas. Isso incluia gritos, xingamentos, máscaras demoníacas e muitos sustos. 

Uma experiência pessoal: Eu não precisei de teatro para saber como Deus  ou o diabo agiam em minha vida. Deus me revelou pessoalmente seus planos e me proporcionou dons que me revelam o sobrenatural sem precisar ser manipulada por homens à isso. Tive visões e em poucas delas vi o diabo em personalizações diferentes. Por isso, sou completamente a favor de seguir fielmente a palavra de Deus e ensiná-la de forma sã ao invés de ensiná-la de forma bizarra e repudiosa.

 Aquele teatro fez-me sentir uma completa palhaça diante dos encontristas mascarados e diante de tudo o que eu já aprendi sobre o mundo espiritual e da Bíblia.  Foi desproporcional ver os irmãos que ficavam constantemente orando por nós com as mãos levantadas em uma posição visualmente, de nível superior ao dos demais. Uma forma também de nos fazer sentir sob comando e em posição de inferioridade espiritual. 

Senti pena de muitos deles pelo sacrifício que fizeram, acreditando estar fazendo o melhor. Deus escuta as orações e realiza desejos. Mas muita coisa era do homem naquele lugar.

Ao final, fomos orientados a nos deitar e a fechar os olhos, sob pena de que, se fizéssemos o contrário, seríamos considerados desobedientes. Colocavam algo perto de nós e falavam até o momento em que nos foi liberado abrir os lhos. Em baixo de nossas cadeiras, se encontravam um pacote com fotos e correspondências de familiares e amigos do encontro. Poucos conseguiram conter a emoção. Pronto! o encontro teria sido tremendo!!! E nada mais que isso poderia ser dito após o nosso retorno. Sentimo-nos amados ao máximo. Que maravilha...

       Confesso que não me lembro de todos os detalhes e preferi não expor outras coisas que considero de menos importância como o pós-encontro, e etc.

       Nota-se claramente o forte apelo emocional do encontro. Desde a sua preparação, o seu segredo, até a sua chegada com o forte sentimento de opressão que viria mais tarde a contrastar com a sensação de liberdade. É um tratamento de choque. Se você sai do deserto para o oásis, com certeza a sensação será "tremendamente" agradável e renovadora ao final. Tudo psicológicamente manipulado e estudado sem embasamento bíblico para tais atitudes.

   Repetindo: tudo preparado nos mínimos detalhes para uma manipulação emocional e psicológica que viria a parecer algo espiritual, impressão que muitos têm e por isso eles fazem declarações emocionadas, tipo: “finalmente conheci a Jesus”, “agora eu realmente me converti” e, é óbvio, não poderia faltar: “o encontro é tremendo!”

       A música, o ambiente cheio de recomendações de silêncio, as palestras emotivas, o isolamento (todos perto, comendo, dormindo e etc porém, sem poder falar), a queimação dos papéis, o momento do teatro bizarro, o correio e no meio disto tudo, o ensino de um método que parece uma das únicas soluções para a igreja, uma das únicas viáveis para o crescimento da obra de Deus. Ahhhh, homens de pouca fé. A obra é de Deus. Descanse nela, pregue o evangelho são e o mais, Deus fará. E é triste ver como essa visão intransigente de angariar almas tem se espalhado muito no Brasil. 

Ao final, pede-se dinheiro para continuarmos investindo com esse esquema. Eu dei! Para verem como o esquema funciona, na hora não enxerguei, mas após sair de lá, senti que fui despersonalizada por algum tempo. Só quando voltei para casa, comecei a buscar mais e a estudar mais sobre toda aquela situação.

Quero apenas saber da Palavra sã, sem heresias, manipulações, loucuras e bizarrices.

Por favor, me convidem para retiros espirituais. Amo ter um tempo mais longo com Deus sem o stress do dia-a-dia a minha volta. Mas nunca me chamem para trabalhar em um “Encontro com Deus”.

Acredito que Deus se faça presente nesses encontros porque Ele está no meio daqueles que O clamam e que abrem seus corações com humildade e amor. Mas será que Jesus seria um encontrista?

Testemunho de Mariana Espindola em conjunto com o testemunho de Clériston Andrade.

36 comentários:

  1. Lamento muito por sua visão do Encontro com Deus, pois nota-se que você não foi para esse retiro disposta a realmente ter um Encontro com Deus, mas sim para observar e criticar.
    Eu fui num retiro espiritual chamado Encontro com Deus e na minha opinião foi maravilhoso, sobrenatural e realmente tremendo, pois Deus falou muito ao meu coração e não tenho dúvidas disso, fui liberta, curada e renovada. Valeu muito a pena!
    Encontro com Deus é de Deus sem dúvida nenhuma, quando se é ministrado por pessoas separadas por Deus, que se consagram verdadeiramente com jejum, oração e uma vida reta.
    Lamento por essa postagem, com certeza o Senhor não se agradou disso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem isso mesmo Maria. Também fui e conheço o Espírito Santo e Ele nos comunica o que é de Deus e o que não é.

      E realmente Deus se faz presente nesses eventos onde Ele salva e liberta vidas.

      Mas esses "teólogos" frios e calculistas não tem o Espírito de Deus.

      O ENCONTRO COM DEUS É DE DEUS !

      Excluir
    2. Bem isso mesmo Maria. Também fui e conheço o Espírito Santo e Ele nos comunica o que é de Deus e o que não é.

      E realmente Deus se faz presente nesses eventos onde Ele salva e liberta vidas.

      Mas esses "teólogos" frios e calculistas não tem o Espírito de Deus.

      O ENCONTRO COM DEUS É DE DEUS !

      Excluir
  2. O Senhor não se agrada de homens que visam a quantidade e o dinheiro. Ele se agrada sim, da fé dos irmãos que vão de coração aberto a esses encontros, como eu fui. Eu não fui apenas para observar.
    Aliás, eu pude observar muito mais o esquema, que não é bíblico em muitas partes, após o encontro. Eu fui sendo cristã há muitos anos e pude entender ainda melhor algumas coisas que ia contra a Palavra de Deus.
    Deus não se agrada de muitas coisas que não podemos julgar se não estivermos baseados na Bíblia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A PAZ DO SENHOR concordo com tudo que vc falou esse encontro e um absurdo ,os cristão tem que ler mais a palavra de DEUS e pedir ao senhor visão espiritual ...

      Excluir
    2. Qto ao dinheiro arrecadado, sempre tem um propósito. No último que teve na minha igreja, 80% do valor arrecadado foi destinado à uma família com uma pessoa enferma onde a mãe não está podendo trabalhar.

      Excluir
  3. Maria Rita, Essa foi a minha experiência e a minha visão de após orações, estudos e a busca por Deus.

    ResponderExcluir
  4. Mariana, você escreveu:
    "Eu apenas não deixei o encontro na mesma noite porque eu precisava conhecer o esquema para entender a cabeça dos meus líderes. É importante conhecermos e entendermos o que está a nossa volta".
    Você foi lá com esse propósito? ou realmente foi pega de surpresa pelo que viu e sentiu lá?

    ResponderExcluir
  5. Asaph, como eu disse anteriormente, eu não fui com a intenção de julgar nada e nem de ficar analisando. Fui realmente achando que eu iria a um retiro espiritual como eu costumava fazer na época em que eu era da Assembleia de Deus. Neste encontro, embora muitas pessoas possam discordar comigo, me senti mal logo na primeira noite. E não somente eu, mas outras pessoas. Algumas acharam a experiencia tranquila ou "tremenda", acredito eu que seja pelo fato de acreditarem muito e confiarem muito em seus líderes e no que eles induzem. O encontro acaba sendo mais tremendo que qualquer encontro com Deus em um culto normal de terça-feira. Bom, eu continuei lá, primeiro porque era meu dever como uma pessoa em cargo de liderança dentro da Igreja. Segundo porque eu queria me dar uma chance de ver se não era eu quem estava completamente errada naqueles sentimentos. A verdade é que eu pude analisar melhor mesmo, depois que eu fui para casa. Não duvido que Deus se faça presente nesses encontros porque o Encontro com Deus é individual. Cada um se entrega de uma forma e muitos com certeza se entregaram com fé e em verdade nesses retiros. Mas continuo afirmando que tem muitas coisas de homem como meninice e estratégias de marketing nesse projeto. Pra finalizar, existem muitas coisas não bíblicas acontecendo e sendo impostas por esses líderes do encontro que seguem a cartilha do Líder comlombiano Cesar Castellianos(não sei se está correta a escrita) que foi quem criou esse grande "empreendedorismo santo".

    ResponderExcluir
  6. Concordo quando você diz que o "encontro é um experiencia individual" pretendo um dia participar... por isso foi que fiz a pergunta para você. Respeito sua opinião, não podemos julgar ninguém pela experiencia que teve. Independente do que os homens façam, vamos permanecer na presença de Deus. Que ele te abençoe.

    ResponderExcluir
  7. Quando participei do meu encontro também fui surpreendida pelo voto de silencio, não poder usar relógio e nem celular, mas isso não me deixou desesperada nem nada, o encontro é com Deus e não é retiro de carnaval, onde nos distanciamos do mundo e suas comemorações e nos aproximamos dos irmão, os conhecermos mais, cada um tem seu momento. Aproveitei mesmo para conversar com Deus mais e mais, e livrar-me dos meus achismos, da minha insubmissão (porque os que se exaltam serão humilhados)as lideranças dadas por Deus, não passei fome, ninguém me pediu dinheiro, e apesar de não poder falar vi muito amor na vida daquelas pessoas (ah sorrir a gente podia ao invés de ficar rabugento por não poder falar com os irmãos e só com Deus). Ontem mesmo, estava ouvindo uma pregação que fala de um no convertido que tinha o conhecimento do que ocorria as vezes no centro (umbanda), espiritismo, e outros e esta pessoa queria ajustar tudo que aprendeu em sua vida com a palavra, da necessidade de fazermos uma formatação em nossa vida e nos alimentarmos da palavra, também me lembro da importância de não provarmos a Deus, por exemplo, se estou doente não vou tomar remédio e nem nada porque Deus vai me curar (acaso os irmãos que são médicos não são de Deus?). Descobri na minha caminhada cristão que eu não sou Deus, pois ele esquece os nossos pecados se houver arrependimento sincero, mas sofremos as consequências dos nossos erros, na minha humanidade vejo como é difícil perdoar (e perdoardes os nossos pecados assim como perdoamos a quem nos tem ofendido), vejo então como seria difícil, pois não me faço de perfeita. Vejo que em meio as provas e sofrimentos o Senhor me faz amadurecer Nele e tentar a cada dia ser uma pessoa melhor, Deus me corrige, igual ao pai corrige ao filho, por amor, e as vezes isso não parece bom pra gente, mas depois a sua boa, perfeita e agradável vontade se concretiza em nossas vidas (porque no mundo terás aflição, mas tende bom animo eu venci o mundo), logo Deus não vai ficar só sorrindo pra gente e falando que lindinho, lindinha, tudo vai ser uma maravilha, o paraíso é aqui e agora, vc vai ter tudo que quer, vamos ter de Deus o que é melhor pra gente e só Ele sabe. . .
    Esse fim de semana participei do encontro como serva, e como trabalhei (trabalhamos), quase a exaustão, dormimos tarde, acordamos cedo, mais foi maravilhoso, ver cada vida sendo transformadas (nem todas porque Deus não invade sua vida, vc tem que permitir, és livre), eu vejo na minha liderança todo amor de Deus (e oh que são pessoas imperfeitas), agora passo ser serva no reencontro, do qual já participei e que foi sobrenatural, eu nem preciso
    prestar atenção na vida dos outros porque vejo as mudanças e mim mesmo, antes era espectadora, hoje estou disponível para a obra e não quero ser pedra de tropeço na vida de ninguém, então meus amores quando tiverdes qualquer coisa pergunte a Deus que a todos da entendimento, porque Ele é Deus e não é humano e vai transformar, te dando visão espiritual, um coração mais sensível e cuidado nas pessoas ao seu redor, se são realmente de Deus ou não porque isso pode te derrubar, lembremos que vamos prestar contas a Deus e como estarás suas mãos quando chegar a Ele (fato inevitável). Mas de Deus e menos de nós

    ResponderExcluir
  8. Mariana,Graça e Paz!
    É triste admitir, mas vc está coberta de razão. Parabéns pela percepção espiritual saudável que infelizmente quase todos os crentes desse nosso Brasil não tem. É por esses e outras que satanás está deitando e rolando, nadando de braçadas nas igrejas. Falta discernimento espiritual. Falta bíblia. Faltam valentes do Senhor para combater esse tipo de charlatanismo infiltrado dentro das Igreja. Lamentável. Comunicar-me com vc via email, é possível?A Paz

    ResponderExcluir
  9. É triste ver que a falta de leitura da palavra,de discernimento das coisas segundo a palavra,tem levado a maioria das pessoas a aceitarem todo tipo de doutrina e prática,de maneira cega,sem questionar,sem confronta tais doutrinas e práticas como a nossa única regra de fé e conduta,como bem fizeram os crentes de Beréia,os quais foram elogiados por isso.Igrejas tem se dividido,pessoas tem se traumatizado ao ponto de se submeterem à tratamentos psiquiátricos,o próprio movimento de dividiu,pois o seu mentor passou a cobrar royalties pelo uso da marca g12,fazendo com que um dos principais líderes do movimento no Brasil(Renê terra nova),se desligasse de seu mentor e criador do g12,Cesar Castellanos,criando a sua própria marca,o M12.Renê costumava dizer que estava sob cobertura espiritual de Catellanos,mas quando entrou dinheiro no negócio,a coisa mudou de figura!Um encontro onde é proibido pensar,questionar,sob pena de desobediência,onde as pessoas se submetem à práticas claramente duvidosas, muitas da quais se chocam frontalmente com o ensinamento Bíblico,onde o apelo ao emocionalismo é tão forte ao ponto das pessoas perderem quase totalmente o senso crítico,não deve ser questionado?Será que um sistema,onde após três dias de encontro,uma curta escola de líderes,qualquer um está apto ao comando de uma célula,mesmo sem preparo teológico adequado,mesmo sendo neófito na fé,não deve ser questionado?Será que a motivação disso tudo é o amor pelas almas,é o ide e pregai o evangelho a toda criatura,ou é o crescimento numérico,em progressão geométrica,mesmo às custas de uma teologia fraca e antibíblica?Pelos frutos os conhecereis,não nos esqueçamos disso,foi Jesus que nos alertou!Quando temos coragem de abrir o nosso coração à verdade do Evangelho de CRISTO,aí sim,nosso encontro com DEUS é tremendo.

    ResponderExcluir
  10. Aaah pelo amor de Deus, vc não pode ter escrito isso ai, não me conformo, vc deveria se informar antes de ir a um "retiro"pq Encontro com Deus não é retiro vai muito mais além que um final de semana com os irmãos. O voto de silêncio é para que sua entrega seja total com Deus e principalmente não haja fofoca e reclamações, (do tipo que vc esta fazendo) para que uma pessoa não afete a outra, Encontro com Deus vai pessoas que não são ( experiente e de alto nível espiritual). Se vc reclama de obedecer minha filha, vc está cometendo um grande pecado o da Desobediência que se iguala ao pecado de feitiçaria, ( 1Samuel 15 -22 e 23). Eles estão ali como líderes naqueles 3 dias, pq assim Deus permitiu. Encontro com Deus é confronto, é tratamento de caráter, vc com ctza não se entregou. Sim da sono? dá. É cansativo? é sim com ctza. Porém se 1 vida foi restaurada já valeu a pena. O que Jesus faria?? Olha isso eu não sei ao certo, não sei se Ele mandaria ficar em silêncio ou recolheria os celulares e relógios, porém ele não prepararia um grupo de pessoas que muitas vezes pagam para estarem ali, passam meses em jejum para ajudar pessoas que como vc foram ao encontro com o Pai, se não fosse para o bem de vidas, Feridas são curadas, traumas, e muitas outras coisas que carregamos a anos, são deixadas num Encontro com Deus.
    Me desculpe, não estou aqui para te julgar. Porém vc esta totalmente errada.

    ora, porque eu deveria lembrar do meu passado se já fui liberta e salva pelo sangue de Jesus?
    Resposta: o pecado oculto, escondido, camuflado, não revelado e não tratado causa a retenção de bênçãos de Deus, os fracassos e as derrotas na vida do crente e da Igreja. Eu ja era crente e fui ao encontro, e lá aprendi que devemos orar e pedir para Deus nos revelar sobre os pecados ocultos, e logo na semana de volta sonhei com um pecado q havia cometido a anos e do qual não havia pedido perdão a Deus. Mesmo que tenhamos deixado nossos pecados temos que confessa-los um a um, dando nomes.
    Tiago 5:16

    Confessai, portanto, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros, para serdes curados. A súplica de um justo pode muito na sua atuação.

    o momento do teatro bizarro:

    Teatro Bizarro?? Vc acha o q que o inferno é lindo??? Eles mostram 1% do que o inferno e seus demônios são capazes de fazer na vida de uma família.

    Por favor, me convidem para retiros espirituais. Amo ter um tempo mais longo com Deus sem o stress do dia-a-dia a minha volta. Mas nunca me chamem para trabalhar em um “Encontro com Deus”
    Com ctza não devem lhe chamar mesmo, pq vc não AMA vidas, somente a vc mesma, pois se vc não consegue perceber, vou repetir, não é um retiro espiritual é um encontro com Deus é confronto com seu carater. Vc deve ter seu carater perfeito né, para falar assim.
    Nunca pecou, nem teve problemas familiares, amorosos, traumas etc

    Bom lhe recomendo então o "FAMINTOS POR DEUS" é m tipo diferente de "retiro" lá é derramar da graça, é estudos e glória. é maravilhoso, porém caso seu caráter seja duvidoso, tenha pecados ocultos, olhar sempre crítico e de julgamento, pode ser que vc saia da mesma forma que saiu do Encontro, vazia.

    ResponderExcluir
  11. Giseane. A sua visão não lhe dá o direito de ofender e nem de colocar o caráter das pessoas em dúvida dessa forma agressiva. É bem claro na sua reação, que a sua preocupação é com algumas almas. Mas pelo visto, não se preocupa em vomitar em cima almas que rejeitem a sua ideia de um bom Encontro com Deus. Seja feliz e procure não julgar o lado pessoal de quem você não conhece. Julgue sim, as ações e atitudes fora da Palavra de Deus.

    ResponderExcluir
  12. E só para clarear as mentes dos interessados: O que significa a palavra "Retiro": re·ti·ro
    (derivação regressiva de retirar)
    substantivo masculino
    1. Lugar retirado.
    2. Refúgio.
    3. Casa de campo ou em sítio ermo.
    4. Remanso; solidão.
    5. Período de afastamento da vida activa, consagrado à meditação religiosa, ao recolhimento, à oração.
    6. [Brasil] Fazenda onde existe gado só numa parte do ano.

    A ideia de um Encontro com Deus é sim, um retiro.

    ResponderExcluir
  13. Uma última observação: Sim, esses encontros viraram um comércio nas mãos de muitos pastores e motivo de cegueira espiritual em muitos crentes inocentes, que realmente acharam o encontro "tremendo". Mas é importante salientar que eu não sou a única a achar o encontro extremamente comercial e com várias ações fora da Palavra de Deus. Pesquisem mais por aí e não se prendam à minha experiência.

    Quem quer ser um verdadeiro Evangelista, não vai precisar de um Encontro para pregar e salvar multidões.

    O verdadeiro Evangelismo começa em como nós passamos um bom testemunho de vida, copiando as atitudes de Jesus. Algumas delas são: o dever de sermos mansos, zelosos, justos e misericordiosos. Alguém mais quer compartilhar as qualidades de Jesus que devemos copiar e ensinar por aí?

    Quem quiser dar a sua opinião, contra ou a favor, fique à vontade.

    Eu apenas não apagarei o comentário da Giseane porque acho que ficou aí um bom exemplo de resposta a não ser seguido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmã temos que ter paciencia com os fracos na fé,orem por eles.

      Excluir
    2. Mariana Espindola, minha querida entendo seu pensar, que bom que vc consegue ver e entender que só a oração leitura da palavra de Deus seja suficiente para nos transformar e curar. Porém minha Linda, existem pessoas que precisam de representação de atos proféticos e tudo que acontece no encontro é tratado através da palavra de Deus a Bíblia certo? Tem pessoas que não conseguem se perdoar, pessoas que foram humilhadas, envergonhadas durante muito tempo, e guardam isso dentro de si, e o diabo fica usando isso contra ela. São três dias na Presença de Deus, Pessoas que se consagram que oram fazem jejum pelas vidas que estão passando pelo encontro. Bom, eu mesmo ja passei três vezes pelo encontro, e cada vez Deus tratou algo diferente comigo. Seja sábia. seja abençoadora.

      Excluir
    3. Mariana Espindola, minha querida entendo seu pensar, que bom que vc consegue ver e entender que só a oração leitura da palavra de Deus seja suficiente para nos transformar e curar. Porém minha Linda, existem pessoas que precisam de representação de atos proféticos e tudo que acontece no encontro é tratado através da palavra de Deus a Bíblia certo? Tem pessoas que não conseguem se perdoar, pessoas que foram humilhadas, envergonhadas durante muito tempo, e guardam isso dentro de si, e o diabo fica usando isso contra ela. São três dias na Presença de Deus, Pessoas que se consagram que oram fazem jejum pelas vidas que estão passando pelo encontro. Bom, eu mesmo ja passei três vezes pelo encontro, e cada vez Deus tratou algo diferente comigo. Seja sábia. seja abençoadora.

      Excluir
  14. Quando damos uma pegadinha nos interesses pessoais de alguns ,sempre notamos irmãooooo precisa se converteeeeer a Cristo, orar mais.Gente deixamos o velho homem, olha no espelho e tira esta mascara.

    ResponderExcluir
  15. Passei pelo encontro a 10 anos atras e tive de fato um encontro com Deus!!! Deus falou profundamente comigo!!! Deus me limpou, sarou e restaurou!! Louvo a Deus pelo q Ele fez e continua fazendo em minha vida até hj!!! + o encontro que tive com Deus foi um divisor de águas em minha vida!!!!!!!!!!! E Contra fatos não há argumentos!!!! E meus amados, é indiscutível o que um encontro com Deus pode fazer na vida de tantas e tantas pessoas, como Deus fez em minha vida pq se encontra com Deus é ser transformado, restaurado, renovado, firmado na Rocha q é CRISTO!!! E muito cuidado querida pq quem não ajunta espalha!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. O evento Encontro com Deus é lavagem cerebral, que busca levar as pessoas a Deus, por meios duvidosos, como o medo e a emoção. O verdadeiro encontro com Deus vem pela oração e leitura da palavra que gera o amor para com Deus, e por fim temos a sua palavra. Não dessa forma onde a pessoa é coagida e constrangida a ser "cristão". No fim o ED acaba sendo uma fábrica de desviados, pois o medo e a emoção passam, mas o que realmente é se encontrar com Deus é eterno. E aos ditos cristãos pitbulls que não suportam críticas só digo que o choro é livre e sugiro que leiam a bíblia pouco mais...

    ResponderExcluir
  18. Vc quebrou um grande voto de silencio, no qual não sabe controlar a fofoca, ali mudei meus conceitos e pensamentos, vc é tão fraca na fé que não se aguentou em ficar calada, que dirá então deixar de viver no pecado, pois se não consegue controlar sua língua, não consegue nem controlar as atitudes, sabe que quebrou um voto com Deus de silencio, quando fui pensei que ia curtir lazer, mas fui mt diferente, do melhor do que lazer e quem ficou com raiva por isso, precisa ter uma libertação!!!!! Como dizia joão Batista: RAÇA DE VÍBORAS!!!!! O ser humano fede a pecado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jonas Gabriel, estou contigo. Porém não a Julguemos. É uma pena que ela não abriu o coração.

      Excluir
    2. È realmente uma pena que pessoas que não entenderam o propósito do encontro com Deus o retratem dessa forma.Mas é também compreensível,pois não foram com o coração aberto e portanto,não tiveram o seu encontro com Deus.Que o Senhor lhes abençoe e que saibam que não são "menos crentes"do que os que foram e disseram ter sido tremendo em suas vidas.Vocês são membros do corpo de cristo e devem ser amados e respeitados como tal.Um abraço em cristo.

      Excluir
    3. Jonas quer dizer que ali vcs dizem para a pessoa fazer voto de silencio para não contar a ninguém o que acontece ali? E ainda a julga de ser uma víbora, então é assim que pensam os organizadores do "ED"? A menina fala que tem coisa errada ali e vcs dizem que fede a pecado. Cara não sei não, mas parece q aqui vc que está cometendo um pecado muito grande.

      Excluir
  19. Waldiney, sendo que você não interpretou bem o texto. A pessoa que escreveu já teve um encontro Muitas vezes irmãos já antigos na fé são tratados como ignorantes na fé simplesmente pelo fato de não terem ido antes a esse encontro.
    Dizem que ela não abriu o coração enquanto vocês não abriram os olhos para uma boa interpretação de texto.

    ResponderExcluir
  20. Gente!!! A moça já era cristã há anos antes de ir ao encontro. Leiam o que ela escreveu nos comentários também antes de julgá-la e interpretem antes de escrever bobagens!
    Ela não foi com a intenção de julgar o encontro mas acabou se decepcionando depois que foi. Ela achou que seria um retiro comum como outros que já tinha feito!!!
    Interpretação de texto aí, pessoal!

    ResponderExcluir
  21. Chamando uma pessoa cristã de víbora por não concordar com certas coisas de um encontro organizado por pessoas?
    Julgando a pessoa de não ter um coração aberto com essa raiva toda? Sei. O pior não é a raiva mas a ignorância. Não sabe nem interpretar texto. A moça já era cristã há anos. O fato de ela não concordar com o andamento desse encontro não faz dela uma pessoa fria ou menos cristã.

    ResponderExcluir
  22. Muito obrigado pelo seu post!
    quase que eu caio nessa furada.

    Estou terminando de ler a bíblia, e isso está me ajudando a perceber que tem muita coisa errada com as igrejas. Ela está trabalhando exatamente como outras religiões, que Deus não aprova.

    Você mesma reconheceu que queimar os papéis era coisa do sei cho no iê.

    Muito obrigado mesmo!

    Uma pena que vc tenha passado por isso, mas está sendo ótimo pra alertar aqueles que pensam em ir.

    ResponderExcluir
  23. Ter boa intenção nem sempre significa estar certo. Muitas pessoas tem a melhor das intenções levando pessoas para os encontros com Deus, até mesmo sendo voluntários, isso é muito bom. Entretanto, eu faço uma única pergunta?

    Qual as bases bíblicas do encontro com Deus, que fundamentam os métodos lá praticados. Não estou julgando ninguém, quero apenas que me esclareçam, se puderem.

    Deus abençoe a todos!

    ResponderExcluir
  24. Quer ter realmente um encontro com Deus ? Fuja das coisas do mundo,das tentações, do pecado. O verdadeiro encontro com Deus é você pregar o evangelho a toda criatura sem acepção, sem vergonha, Cuidando dos necessitados, das viuvas que não tem onde tirar o seu pão. Mostrando e fazendo a diferença. Já fui num encontro desse e não gostei muito. Porque infelizmente muito não vive o que aprende lá, deixa a chama se apagar muito rápido e tem que ta acesa todo dia. Não só em Encontro.

    ResponderExcluir